O que é a Industria 4.0?

O que é a Industria 4.0?

A Indústria 4.0 é o mais novo conceito que agrupa Tecnologia da Informação e Automação Industrial, reunindo todas as inovações tecnológicas com foco em manufaturas e transformações no ambiente fabril.

Empresas inovadoras, como a montadora de veículos elétricos Tesla, já anunciam e divulgam suas fábricas completamente automatizadas com sistemas integrados interagindo com equipamentos de alta capacidade, revolucionando os processos de manufatura.

Há relatos que indicam que o termo foi empregado pela primeira vez na feira de Hannover, no ano de 2011. Por padrão, podemos indicar que a base da Indústria 4.0 é a conexão entre sistemas inteligentes e equipamentos, gerando uma rede complexa de operação autônoma de todo o processo produtivo.

A incorporação da transformação digital ao modelo de atividade industrial moderno resulta no que chamamos de Indústria 4.0, em referência ao que seria a 4ª revolução industrial.

A Indústria 4.0 é caracterizada pela integração e controle da produção a partir de sensores e equipamentos conectados em rede e da fusão do mundo real com o virtual, criando os chamados sistemas híbridos (físicos e digitais) e viabilizando o emprego da inteligência artificial.

Por meio dessas construções inteligentes, máquinas, insumos e demais elementos que formam a atividade industrial, realizam uma comunicação direta e integrada, sem a necessidade de intervenção humana.

Em um modelo mais complexo, dispositivos também “conversam” com empresas diferentes e, numa reação em cadeia, realizam uma integração logística nunca pensada em livros ou modelos de gestão.

No modelo 4.0, além da integração de processos, produção e distribuição, temos ainda nesse composto o desenvolvimento de novos produtos, projetos inovadores, desenvolvimentos, testes, comercial e pós-venda. Um ciclo longo e complexo, mas que está nas ruas de todo o mundo.

A renomada empresa de consultoria, Accenture, divulgou recentemente que a implementação das tecnologias ligadas à Internet das Coisas nos diversos setores da economia deverá impactar o PIB brasileiro em aproximadamente US$ 39 bilhões até 2035.

O valor pode chegar aos US$ 210 bilhões, se o Brasil conseguir viabilizar as condições para acelerar a absorção das tecnologias.

Mas e o que isso impacta?

Bem, esse cenário demanda uma ampla série de melhorias no ambiente de negócios, na infraestrutura, programas de difusão tecnológica, aperfeiçoamento regulatório etc.

Em outro estudo, da consultoria McKinsey, dados indicam que até 2025, os processos relacionados à Indústria 4.0 poderão reduzir custos de manutenção de equipamentos entre 10% e 40%, reduzir o consumo de energia entre 10% e 20% e aumentar a eficiência do trabalho entre 10% e 25%.

Como dica, vale ressaltar que esse cenário de Indústria 4.0, o mercado irá mudar. Exigindo de empresas e profissionais formações e pensamentos multidisciplinares, integrando várias formas de conhecimento com elevado conhecimento técnico e interação em diversos ambientes.

O desafio da Transformação Digital

Uma das principais marcas da indústria 4.0 é o uso de tecnologia dentro das empresas. Quanto mais itens são utilizados em conjunto para facilitar o processo de produção e deixá-lo mais preciso, confiável e ágil, mais a transformação digital será fator crucial para a sobrevivência das empresas no mercado.

A transformação digital é a inserção da tecnologia no processo produtivo como forma de otimizar os resultados fabris. Um item em comum em toda Indústria 4.0 é a presença intensa de Internet em diversos dispositivos, conectando e integrando áreas e dados nunca observados, o que podemos chamar de internet das coisas, ou IoT, em inglês.

A transformação digital gera mudanças rápidas e permite que sua empresa ajuste o rumo antes de uma crise ou de algo pior. A tecnologia pode ajudar muito nisso. A inserção da tecnologia no processo produtivo já alterou significativamente os modelos atuais de produção, de gerenciamento e de relação com o cliente.

Uma indústria inteligente é a continuação desse processo, só que de forma mais velos, porque une tecnologia com equipamentos e processos que antes não estavam conectados. Assim podemos destacar que a transformação digital é uma expressão fundamental da indústria 4.0.

Em pesquisa recente da CNI (Confederação Nacional da Indústria. Indústria 4.0. Sondagem especial. n.66, maio de 2016) revela que o conhecimento da indústria brasileira sobre tecnologias digitais e a sua incorporação à produção, pré-condições para o avanço da Indústria 4.0, ainda é pouco difundido: 42% das empresas desconhecem a importância das tecnologias digitais para a competitividade da indústria e mais da metade delas (52%) não utilizam nenhuma tecnologia digital de uma lista com 10 opções.

Pode parecer repetitivo, mas a transformação digital começou e está intensa em todo o mundo, mesmo que no Brasil ainda ocorra de forma tímida e incipiente devido ao cenário complexo de economia, infraestrutura e gestão.

A conectividade indicada pelo mundo industrial 4.0 vai gerar uma onda de transformação nunca vista na economia e sociedade.

Basta olhar para o lado e avaliar como os veículos, eletrodomésticos e muitos outros itens começam a se conectar. Isso, em conjunto aos novos modelos de tratamento de dados (Big Data) e serviços totalmente digitais, já causa uma mudança sem parâmetros e escala na economia global. As linhas que antes separavam indústria e serviço deixam de existir.

Um exemplo vale a pena ser citado: a empresa britânica de motores aeronáuticos, Rolls-Royce, vai aplicar em pouco tempo uma tecnologia de impressão 3D para produzir componentes para os seus motores.

Hoje, segundo a Companhia, a produção de algumas peças leva até 18 meses, tendo como entrave a criação de ferramental especial. A tecnologia de impressão 3D encurtará o processo, também, torna possível a fabricação de peças mais leves.

Mas e o que mais você precisa saber sobre Indústria 4.0?

Podemos destacar que a indústria 4.0 nos apresenta um cenário diferente, único e inovador. Por meio dela, estamos vivenciando um salto tecnológico que alavanca a automação fabril à máxima potência. Estamos experimentando as primeiras atividades fabris de robôs autônomos e com funções cada vez mais complexas.

Se você ainda não conhece bem o termo e quer saber um pouco mais, vamos somente explicitar mais sobre as tecnologias que fundamentam esse modelo: Internet das Coisas, Big Data, Computação em nuvem, robótica, inteligência artificial, novos materiais e as novas tecnologias de manufatura aditiva (impressão 3D) e manufatura híbrida (funções aditivas e de usinagem em uma mesma máquina). Não é pouco e ainda está no começo.

Os impactos diretos da Indústria 4.0 extrapolam o chão de fábrica e atingem em cheio as áreas de inovação. Por meio desse caminho, ocorre um enxugamento de linhas fabris (com mais flexibilidade), prazos menores e mais acelerados para novos produtos, elevação de produtividade por profissional e por sistema, além da integração mundial de linhas e suprimentos.

Sua empresa, nunca antes, teve tanto a chance de ser global. E, nessa esteira de performance, a produção de bens e serviços customizados e em escala é uma realidade necessária e que vai garantir a dianteira para muitas empresas em todo o Mundo. A customização em massa é uma das principais marcas da Indústria 4.0!

Ao olhar para o Brasil, temos um ambiente pouco explorado e não preparado integralmente para esse salto. Mas, há uma organização forte e uma mobilização para que o movimento ocorra rapidamente.

E, sim, isso é uma oportunidade para todos. Incorporar inovação e tecnologia será uma necessidade para qualquer indústria brasileira que busca ser competitiva e participar do mercado local ou mundial.

Em países europeus e nos EUA, por exemplo, a Indústria 4.0 está no centro da política industrial. Certamente que esse cenário não ocorrerá de forma equilibrada no Brasil, mas esteja atento ao seu setor e busque a dianteira, indepentemente do seu tamanho.

Nós, do PMExTECH, somos uma plataforma de desenvolvimento de produtos que guia inventores, micro e pequenas empresas (PMEs) para transformar ideias em produtos com sucesso de vendas. A metodologia é baseada nas estratégias usadas pelas grandes empresas e otimizada para as PMEs.

Gostou do nosso texto? Continue lendo nossos materiais, assistindo aos vídeos e assine nossa newsletter para ter ainda mais conteúdo sobre inovação para sair do papel e conquistar o mundo.

Dê o primeiro passo

Preencha os dados abaixo para fazer seu cadastro:




Não fazemos spam. 
  Seus dados estão seguros.