Decisão para Investir

Decisão para Investir

Na hora de tomar a decisão para investir, o prazo de retorno esperado e o tempo para atingir essa
maturidade financeira são essenciais para que um investidor, ou até você mesmo,
possa avaliar de forma precisa o seu produto inovador. Assim, se for um investidor
externo, vocês podem entrar em acordo e iniciar o quanto antes os passos previstos
no planejamento.

Para construir um novo produto ou implantar um processo inovador você precisa de
estratégia financeira. Pode soar desafiador (e até assustar), mas para investir é
necessário planejar e modelar muito seus cenários financeiros e mercadológicos.
Isso porque como falamos, inovar tem mais a ver com uma rotina de atividades e
planejamento do que com uma descoberta inédita.

Se você vai investir ou receber investimento de algum banco vai precisar montar um
bom fluxo e para pensar nisso, claro, demanda planejar receitas futuras. A análise de
viabilidade econômica financeira, como falamos antes, é muito útil e vai facilitar
demais na decisão de investimento.

Algumas perguntas precisam ser respondida Algumas perguntas precisam ser respondidas, como: Quais são os rendimentos e
despesas esperados nos próximos 3 ou 5 anos futuros? Ou você pensou em iniciar
algo sem definir, mesmo que intuitivamente, quanto iria gerar de dinheiro com seu
novo produto ou serviço?

Ao conhecer a lucratividade e desafios é que você decidirá sobre o investimento.
Separamos alguns indicadores que você precisa conhecer, veja mais alguns indicadores que
você pode usar para dimensionar seu investimento:

1) Payback.

Este indicador vai te mostrar em quanto tempo sua inovação levará para dar retorno.
Você pode fazer de duas formas:
a) Tradicional ou Simples: não utiliza o tempo na fórmula. Se você pegou um
investimento de R$120.000,00 e consegue retornos de R$10.000,00 por mês, logo
seu Payback será de 12 meses.
b) Descontado: nesse modelo é utilizada a Taxa Mínima de Atratividade (TMA), que é
definida ao avaliar a fonte de capital (investidores, anjos, bancos ou até o seu
cofrinho), além da margem de lucro que se espera. No modelo de Payback
Descontado basta usar a TMA para descontar o fluxo de caixa e trazer para a data do
começo do investimento.

2) Valor Presente Líquido (VPL).

O VPL é um dos principais itens usado na avaliação
da viabilidade de projetos de investimentos. Como resumo: é a diferença entre valor
investido e valor resgatado no final do investimento, sempre trazendo para o valor
presente.
Com ele você vai descobrir se a sua inovação trará mais retorno do que custará no
final do projeto. Se o valor do VPL for positivo, você conseguirá gerar lucros. Com o
valor sendo nulo (zero), o projeto até entra em equilíbrio nos próximos anos, mas sem
o essencial, o lucro. E, certamente, com um resultado negativo você fica sem lucro e
com prejuízo.

3) Taxa Interna de Retorno (TIR).

Uma taxa extremamente utilizada e que apresenta a
rentabilidade de um projeto de investimento. É a taxa do retorno que vai zerar o Valor
Presente Líquido, considerando o valor do dinheiro no prazo indicado.
Siglas de indicadores Siglas de indicadores como Valor Presente Líquido (VPL), Payback, Taxa Interna de
Retorno (TIR) devem fazer parte do seu conhecimento diário. Por meio deles é que
ocorrerá a base analítica da tomada de decisão, mas convém destacar que qualquer
novo negócio precisa ser avaliado de acordo com seu potencial de retorno, mas
também pelo planejamento e potencial de mercado.